Febre Amarela: Mito ou Verdade
17/01/2018 - 10h20 em Notícias de Guarani das Missões

- Já sou vacinado contra febre amarela e, por isso, não preciso repetir a dose: Quem toma a dose padrão da vacina contra a febre amarela não precisa repetir a aplicação. Essa vacina imuniza para a vida toda. Mas quem toma a dose fracionada precisa repetir, já que a validade dela é de oito anos.

 

- Todas as pessoas devem ser vacinadas contra febre amarela: Devem ser vacinadas as pessoas que vivem, visitaram ou irão visitar as áreas com recomendação de vacinação, definidas pelo Ministério da Saúde. Atualmente, essa área abrange boa parte do território brasileiro – apenas seis estados, todos no Nordeste, estão fora dela.

 

- Recém-nascidos devem tomar a vacina contra febre amarela: A recomendação do Ministério da Saúde é que, de modo geral, bebês sejam vacinados apenas a partir dos nove meses. Entre seis e nove meses, aplica-se a vacina caso a criança resida em áreas onde o vírus esteja se propagando ou haja registro de mortes de macacos por febre amarela. Antes dos seis meses, não é recomendada a aplicação da vacina.

 

- Gestantes podem ser vacinadas contra febre amarela: Gestantes podem tomar a vacina, mas apenas se residirem em locais próximos de onde ocorreu circulação do vírus e se não tiverem nenhuma outra contraindicação. Nesses casos, a mulher deve passar por avaliação médica, e a vacina pode ser aplicada em qualquer período da gestação.

 

- A vacina contra febre amarela pode ter efeitos colaterais: Assim como outras vacinas, a da febre amarela pode provocar reações, como incômodo no local da aplicação, febre e mal estar. Segundo o Ministério da Saúde, esses efeitos colaterais são raros.

 

- A vacinação contra febre amarela impede a doação de sangue: A vacinação impede a doação, mas apenas por quatro semanas. Depois desse período, é possível doar sangue normalmente.

 

- Se a pessoa perdeu o cartão de vacinação, ela pode ir ao posto se vacinar contra febre amarela: Um novo cartão de vacinação será confeccionado no momento em que a vacina for feita, ou seja, a perda do cartão anterior não impede que se tome a vacina.

 

- Pessoas que farão viagens internacionais e não tomaram vacina antecipadamente podem ser impedidas de viajar por não estar em dia com a vacina: Isso se aplica às pessoas que têm como destino países que exigem o Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP). Neste caso, a pessoa deve receber a vacina pelo menos 10 dias antes da viagem. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) só emite o CIVP com a dose padrão da vacina.

 

- A campanha de vacinação contra febre amarela conta com a aplicação de doses normais e fracionadas: As duas modalidades da vacina serão aplicadas durante a campanha de vacinação nos três estados.

 

- A dose fracionada da vacina oferece proteção similar a da dose padrão: A dose fracionada protege contra a febre amarela da mesma forma que a dose padrão, porém por um período menor, de oito anos.

 

- Qualquer pessoa pode tomar a dose fracionada da vacina contra febre amarela: A aplicação da dose fracionada da vacina contra febre amarela não é recomendada para menores de dois anos, gestantes, pessoas com condições clínicas adversas e viajantes internacionais.

 

- Quem tomar a dose fracionada contra febre amarela deverá tomar outra dose para reforço: A dose fracionada da vacina contra febre amarela protege por oito anos, de acordo com estudos da Fiocruz.

COMENTÁRIOS