CREAS realiza Campanha de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
20/05/2018 09:02 em Notícias de Guarani das Missões

Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Todos os anos o CREAS de Guarani das Missões, realiza a Campanha de Prevenção, por vezes capacita a rede de proteção, através de palestras e rodas de conversas, onde participam todos servidores da rede de atendimento a criança e adolescentes; Por vezes se realiza ações voltadas para o público alvo, (crianças e adolescentes em idade escolar), com visitação as escolas, peças teatrais informativas e entrega de material de divulgação. Também foram realizadas divulgações em espaços públicos e privados, pedágios com entrega de material informativos entre outras ações.

Este ano, devido os números alarmantes de atendimentos voltados a crianças e adolescentes do município, optou-se em ofertar ações preventivas para o público específico. De janeiro deste ano à data atual, foram dispensados atendimentos a 20 vítimas de violência física, psicológica, abandono e negligência, dentre estes, 05 cinco casos de exploração sexual e 04 casos de abuso sexual confirmados.

Dados como esses, evidenciam como é importante combater essa realidade. E maio é o mês dessa luta. No dia 17 de maio, nas dependências do Parque de Eventos serão realizados dois espetáculos circenses, intitulados “NOSSO SEGREDO”, destinados a crianças e adolescentes, com objetivo de informar e conscientizar sobre os diversos tipos de violência , em especial despertar  e encorajar  as vítimas a procurar ajuda na rede de proteção. Ainda neste mês, através da Regional Missões de Conselheiros e Ex Conselheiros Tutelares, reforçamos o convite para a rede de proteção e população guaraniense a participar da palestra “Em caso de abuso Sexual ou Suspeita: COMO PROCEDER”, A qual  ocorrerá dia 25/05, a partir das 13:00 horas, tendo como local, o auditório da Escola Municipal São José.

O que é violência sexual? É a situação em que a criança ou o adolescente é usado para o prazer sexual de uma pessoa mais velha. Ou seja, qualquer ação de interesse sexual, consumado ou não.

É uma violação dos direitos sexuais das crianças e adolescentes, porque abusa ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social.

Pedofilia é uma forma doentia de satisfação sexual. Trata-se de uma perversão, um desvio sexual, que leva um indivíduo adulto a se sentir sexualmente atraído. O código penal considera crime a relação sexual ou ato libidinoso (todo ato de satisfação do desejo, ou apetite sexual da pessoa) praticado por adulto com criança ou adolescente menor de 14 anos. por crianças.

Pedófilos costumam usar a Internet pela facilidade que ela oferece para encontrarem suas vítimas.

 

Abuso x Exploração

A violência sexual pode ocorrer de duas formas distintas. Abuso sexual é qualquer forma de contato e interação sexual entre um adulto e uma criança ou adolescente, em que o adulto, que possui uma posição de autoridade ou poder, utiliza-se dessa condição para sua própria estimulação sexual, da criança ou adolescente, ou ainda de terceiros, podendo ocorrer com ou sem contato físico. Já a exploração se caracteriza pela utilização sexual de crianças e adolescentes com a intenção de lucro, seja financeiro ou de qualquer outra espécie. São quatro formas em que ocorre a exploração sexual: em redes de prostituição, pornografia, redes de trafico e turismo sexual. 

 

Prevenção

A melhor maneira de se combater a violência sexual contra crianças e adolescentes é a prevenção. É necessário um trabalho informativo junto aos pais e responsáveis, a sensibilização da população em geral, e dos profissionais das áreas de educação e rede de proteção, com a identificação de crianças e adolescentes em situação de risco, e o acompanhamento da vítima e sua família, bem como, do agressor.

 

Denuncie

Além da prevenção, o combate a essa realidade exige que os casos sejam denunciados. Portanto, se souber de algum caso de violência sexual infantil, procure o CREAS, Conselho tutelar, Delegacia, Polícia Militar, Ministério Público ou ligue para o Disque100. 

COMENTÁRIOS