Parabéns Escola Estadual Técnica Guaramano, educandário destaque
26/06/2020 15:35 em Notícias de Guarani das Missões

No dia 24 de junho de 2020 a Escola Estadual Técnica Guaramano completou seus 114 anos de história em nossa cidade. 

Foi em 1906 que um grupo de imigrantes unidos por um propósito de criar uma rede escolar para a instrução de seus filhos, fundou a sociedade denominada “Nossa Senhora de Monte Claro”, e em anexo instalaram uma escola, que teve sua aula inaugural em 24 de junho de 1906. Pessoas da comunidade se revezavam e ajudavam no ensino, transmitindo os seus conhecimentos.

No ano seguinte, 1907 a escola possuía 02 professores e tinha o internato com alguns alunos que aprendiam práticas agrícolas. A Sociedade foi mantenedora da escola até 1964, ano em que a mesma foi oficializada recebendo o nome de “Colégio Vocacional Agrícola” e assim sendo oficialmente uma escola do Estado.

Em 1984 a Escola recebeu autorização de funcionamento de Escola de 2º Grau com habilitação em Agropecuária. Em 1987 formou-se a primeira turma do Curso Técnico em Agropecuária e no ano seguinte 1988, a Escola foi unificada com o nome de Escola Estadual de 1º e 2º graus Guaramano. 

Em 24 março de 2000 a Escola passou a denominar-se Escola Estadual Técnica Guaramano. No ano seguinte aconteceu a inauguração do matadouro e fábrica de embutidos e em 2002 foi lançado o projeto Ler e criada a cooperativa de abates e embutidos COOGUARAMANO.

Em 2006 a Escola Estadual Técnica Guaramano completou seu Centenário.   Em 2007, formou-se a 1ª Turma do Curso de Inseminação Artificial em Bovinos de Leite. AS SENAR solicitou parceria com a Escola no Curso de Inseminação Artificial no mesmo ano. 

Mais tarde foi criado o Núcleo Universitário da UNIJUÍ na Escola – Curso de Tecnólogo em Agronegócio. Também nesse ano foi encaminhado ao Conselho Estadual de Educação pedido do Curso de Agroindústria. Em setembro a Escola foi sede das MEP – Mostra Estadual das Escolas Estaduais de Educação Profissional.

Em 2008 foi implantado o Projeto Integração Família x Escola com alunos de 5ª e 6ª séries do Ensino Fundamental. Nesse ano a escola foi contemplada no Programa Brasil Profissionalizado com um a verba aproximadamente de R$ 1 milhão.

No ano de 2009 a Escola recebeu um veículo fusca da EMATER, por intermédio de seu presidente Mário Ribas. Outro momento marcante foi quando a Proposta de alfabetização GEEMPA, implantada na Escola foi sucesso, com 100% dos alunos da 1ª série alfabetizados.

Em 2010 a Escola lançou o Projeto “De Aluno Aprendiz a Produtor de Sucesso”, projeto que foi desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura. No mesmo ano a Escola recebeu da Secretaria de Irrigação do Governo do Estado, Cisterna em Polietileno de Alta Densidade de Captação de água das chuvas.  

Em julho do mesmo ano a Escola firmou parceria com a Universidade Federal da fronteira Sul para trabalharem juntos no desenvolvimento de programas nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Em setembro a Escola recebeu a certificação como Centro Estadual de Referência em Educação Profissional, que foi assinado pelo Secretário de Educação do Estado, Ervino Deon. A aluna Aline Vieira classificou-se para a Olimpíada de Língua Portuguesa – fase Nacional.

Em 2011 formou-se a 1ª Turma do Curso de Agroindústria na Escola, na modalidade subsequente (Pós-médio). Ampliação do Internato com mais 35 vagas. Também foi instalada a academia de musculação para os alunos. Um momento marcante foi quando a aluno Amanda Boszko dos Santos foi premiada no projeto “Rio Grande Escrevendo Histórias”. Ainda o aluno Isaías de Oliveira foi premiado com o melhor desenho no Projeto “Missões pela Vida”.

Em 2012 aconteceu a reestruturação do Ensino Médio com implantação do Ensino Médio Politécnico. O Conjunto Musical Garotos Guaramano gravou o primeiro CD. A Escola nesse ano recebeu a visita da TV Escola e do MEC.

Em 2016, a escola recebeu do governo do Estado um investimento de R$ 90 mil em insumos e maquinários. Foram aplicados R$ 20 mil na compra de um arado subsolador e de uma grade niveladora. Outros três repasses, que totalizaram R$ 70 mil, foram destinados para a compra de adubos, sementes e outros insumos utilizados nas lavouras mantidas pelos alunos nas aulas práticas dos cursos de Agropecuária e Agroindústria.

Em 2017 a escola recebeu R$ 150 mil, e com este valor se resolveu muitos problemas entre eles, problemas estruturais nas paredes e no telhado. Também foi construído um novo espaço onde são feitos reparos em portas e janelas, além de materiais de madeira utilizados nas práticas pedagógicas.

O espaço tem 530 metros quadrados e havia sido erguido na década de 1960 para abrigar um aviário. Anos depois, parte foi transformada em marcenaria. Outra sala menor, que fica anexa, virou depósito para guardar insumos e ferramentas utilizadas no setor de olericultura.

A escola tem os setores de Culturas; Agroindústria; Bovinocultura; Fruticultura; Olericultura; Silvicultura; Avicultura; Suinocultura; Ovinocultura; Plantas Aromáticas, Medicinais e Condimentares; Jardinagem e Embelezamento; Almoxarifado e Ração; Agroecologia; Apicultura; Informática; Laboratório de Ciências Físicas e Biológicas; Biblioteca.

Para celebrar essa data, no domingo dia 28 de junho, será realizada uma linda celebração na Matriz ás 8h30min e você é convidado a acompanha a transmissão no Rádio 98.7 FM e no Facebook da Rádio e da Paróquia Santa Teresa D'Ávila.

COMENTÁRIOS